CRESCEM O ASSÉDIO, A INTIMIDAÇÃO E AS AMEÇAS CONTRA A COMUNIDADE INDÍGENA DE ALVARO OBREGÓN, EM JUCHITÁN, OAXACA, POR PARTE DA EMPRESA “MAREÑA RENOVABLES” E DO PREFEITO MUNICIPAL ELEITO, SAÚL VICENTE VAZQUEZ

Col. Álvaro Obregón, Juchitán, Oax., 15 de Novembro de 2013.

Aos meios de comunicação

Às organizações sociais

Às instituições de Direitos Humanos

Aos povos indígenas

À opinião pública nacional

CRESCEM O ASSÉDIO, A INTIMIDAÇÃO E AS AMEÇAS CONTRA A COMUNIDADE INDÍGENA DE ALVARO OBREGÓN, EM JUCHITÁN, OAXACA, POR PARTE DA EMPRESA “MAREÑA RENOVABLES” E DO PREFEITO MUNICIPAL ELEITO, SAÚL VICENTE VAZQUEZ

No dia 14 de novembro de 2013, por volta das 12h, chegou uma caminhonete com um grupo de homens, que, ao ser interceptado pela polícia comunitária de Álvaro Obregón, disse se tratar de técnicos que tinham a autorização do prefeito eleito de Juchitán, Saúl Vicente Vásquez, e do Comissariado do “Ejido Zapata” para realizar o traçado da estrada até Santa María del Mar. Diante desse ato de provocação, os companheiros da polícia comunitária e do conselho de anciãos esclareceram que, por decisão da Assembleia Geral, de 7 de fevereiro de 2013, ali não seria realizado nenhum tipo de obra e que tantos as empresas quanto os diferentes níveis de governo têm a obrigação de respeitar essa decisão soberana  do povo binnizá de Álvaro Obregón.

INFORMAÇÃO ADICIONAL:

Os povos indígenas binnizá e Ikojts do Istmo de Tehuantepec temos resistido à dominação das multinacionais de energia eólica e do governo mexicano contra o nosso território, e temos realizado diversas mobilizações e movido ações legais. Nesse âmbito, tivemos a proteção de um recurso movido contra a empresa “Mareña Renovables”, porém essa ação foi anulada pelo Tribunal de Justiça de Oaxaca, a pedido do comissário de San Dionisio del Mar, Genaro Garcia, que é mais um funcionário da multinacional.

A recente incursão dos técnicos a Álvaro Obregón, assim como a convocatória que Ricardo Martínez, agente municipal priista, tem realizado aos operadores e permissionários que transportam pedras e terra para compactar as estradas, nos colocam em ALERTA MÁXIMA contra a nova tentativa da empresa “Mareña Renovables” e do governo de violar a decisão soberana de nossos povos em dizer NÃO aos projeto eólico de energia renovável, que significa depredação, despojo do território e pobreza para nossos povos.

“MAREÑA RENOVABLES” ENTENDA QUE NOSSO VENTO NÃO SE VENDE!!!

FORA MULTINACIONAIS EÓLICAS DO ISTMO DE TEHUANTEPEC!!!

ATENTAMENTE

ASAMBLEA GENERAL DEL PUEBLO BINNIZA DE ALVARO OBREGON, ASAMBLEA DEL PUEBLO IKOJTS DE SAN DIONISIO DEL MAR,ASAMBLEA DE COMUNEROS DE SANTA MARIA XADANI,ASAMBLEA DE COMUNEROS DE UNIÓN HIDALGO,COMUNEROS DE SAN MATEO DEL MAR, COMITÉ DE RESISTENCIA DE UNIÓN HIDALGO,MOVIMIENTO DE RESISTENCIA DE SANTA MARIA XADANI, ASAMBLEA POPULAR DEL PUEBLO JUCHITECO.

ASAMBLEA DE LOS PUEBLOS INDIGENAS DEL ISTMO EN DEFENSA DE LA TIERRA Y EL TERRITORIO (ASSEMBLEIA DOS POVOS INDÍGENAS DO ISTMO EM DEFESA DA TERRA E DO TERRITÓRIO).

asamblea-pueblos-istmo

Anuncios

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s

A %d blogueros les gusta esto: