Comunicado de 4 de março de 2014 “A comunidade indígena Binni’zaa de Álvaro Obregón continuará com a defesa e autodeterminacao de seu território, perante qualquer um que a ameace”

Colônia Álvaro Obregón, Juchitán, Oaxaca, 4 de março de 2014

Comunicado de 4 de março de 2014

“A comunidade indígena Binni’zaa de Álvaro Obregón continuará com a defesa e autodeterminacao de seu território, perante qualquer um que a ameace”

Na noite de ontem, 3 de março, nos reunimos na Assembléia Geral da comunidade de Álvaro Obregón, mais de 800 mulheres e homens desta comunidade para dizer nossa palavra sobre os fatos ocorridos em 2 de março e para que nossos companheiros, povos indigenas e todos aqueles que se solidarizaram com nossa luta justa e digna:

PRIMEIRO: Aqui na comunidade, todos conhecemos os  acontecidos desse dia, ainda que coceístas, priistas e aliancistas digam o contrário. Agora, estavamos pacificamente realizando nossa Assembléia Geral e resguardando
nosso edifício comunitário quando fomos atacados com balas, pedras e paus
por um grupo de pessoas encabeçadas por Jorge Alonzo, Andrés Charis, e pessoas que trouxeram das colonias populares de Juchitán.

SEGUNDO: Como haviamos combinado em nossas assembléias gerais de 10 de agosto e 8 de dezembro, nossa assembléia geral de cidadaos, “NÃO RECONHECE OUTRA AUTORIDADE QUE NÃO SEJA NOMEADA EM 8 DE DEZEMBRO DE 2013”, decisão que informamos em tempo e forma às autoridades competentes. Desta forma, ratificamos ao nosso Chefe Comunitário, nomeado em 8 de dezembro. Por isso, ratificamos a decisão de continuar a construir nossa autonomia comunitária, respondendo com maior fortaleza perante as agressões dos partidos políticos, tanto o PRI, como os aliancistas PAN, PRD, PT, MC, onde estão nucleados os coceistas, quem hoje são ponta de lanca para criminalizar-nos, utilizando mentira, perseguição, ameaças de morte e criminalização da nossa luta comunitária.

TERCEIRO: Decidimos continuar construindo e fortalecendo nosso sistema normativo indígena, que inclui uma justica comunitária, onde sempre consideramos a todas e todos como irmãs e irmãos, e a pretenção é a
reeducação como caminho para acabar com a delinquência.

QUARTO: A Assembléia Comunitária é nossa máxima autoridade, nosso Conselho de Anciaos é uma instância de orientação e representação, o Chefe
Comunitário está integrado por nossos representantes, os quais a Assembléia delegou o serviço de estar em frente a nossa comunidade. Nossa
polícia comunitária é responsável por cuidar de nossa comunidade, assim como de nosso território.

Sabemos que estas decisoes nos convertem em inimigos de todos os partidos políticos, dos coceistas, das empresas e dos tres níveis do governo, porque o que aqui queremos construir é uma vida diferente daquela que os partidos nos acostumaram. Expulsamos eles de nossos territórios e não voltarão, eles só nos usaram para seus objetivos políticos e pessoais, e agora estamos decididos a seguir por outro caminho.
Recuperar nossas instituições comunitarias, controlar nossas terras, e não permitir que outros, incluídas as empresas multinacionais como Mareña Renovables, entrem em nosso povoado e se apoderem dele. Agora o povoado indígena binnizá de Álvaro Obregón estamos organizados e o defenderemos com todas nossas forças e recursos. As barricadas que fizemos se mantém como defesa perante as agressões e as ameaças, hoje seguimos em alerta máxima.

Assembleia Geral da comunidade de Álvaro Obregón
Conselho de anciãos de Álvaro Obregón
Binni Guipa Guidxi (Policia Comunitaria) “Gral. Charris”
Assembléia dos Povos Indígenas do Istmo em Defesa da Terra e do Territorio.

Anuncios

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s

A %d blogueros les gusta esto: